Os planetas e os deuses dentro de nós

 

 

Você sabia que existe uma profunda relação entre astrologia e mitologia, e também que nossos mapas astrais podem contar mitos e histórias sobre quem somos, explicando a nossa natureza e tendências pessoais? Muitas pessoas procuram a astrologia simplesmente para que possam fazer previsões sobre o futuro, mas ela também é um sistema de autoconhecimento que pode nos ajudar a entender a origem dos nossos problemas, nossas fraquezas, dificuldades e forças interiores para que possamos conquistar nossos objetivos e termos uma vida mais feliz e realizada.

                Isso acontece porque cada planeta e signo fala sobre certos padrões de energia, e a forma como eles se combinam no céu no momento do nosso nascimento conta uma história única. É por isso que pessoas do mesmo signo podem ser tão diferentes. Cada planeta do nosso mapa astral pode ser visto como um “personagem interior”, uma parte da nossa personalidade. O signo onde o planeta está no mapa representa o que esse personagem faz e a sua maneira de se comportar, enquanto que a casa astrológica onde ele se encontra é o cenário habitado pelo personagem interior. Se pensarmos no mapa astral como um palco, os aspectos e relações que existem entre as posições planetas no mapa representam as interações entre essas diferentes partes de nós – se trabalham juntos e se fortalecem, se existe algum tipo de conflito ou desarmonia entre eles, e assim podem mostrar nossos pontos fortes e fracos, aquilo que é mais característico na nossa personalidade ou os temas que teremos mais dificuldade para lidar. Então, ler o mapa astral é como contar a história que estava desenhada no céu no momento do nosso nascimento.

                É por isso que os nomes dos planetas são iguais aos nomes dos Deuses e Deusas da mitologia romana – tanto a astrologia quanto a mitologia falam sobre os movimentos interiores do ser humano. E assim, se conhecermos melhor esses personagens mitológicos, podemos entender melhor o que eles dizem sobre nós.

                Tudo começa com o Sol. Ele é o personagem central do mapa astral, pois fala sobre o nosso eu verdadeiro, aquilo que realmente somos internamente. O Sol é nosso heroi interior que busca sua realização pessoal no mundo. Ele fala sobre a nossa missão de vida, a essência da nossa personalidade e também sobre a nossa identidade – a forma como nos enxergamos, afinal, o Sol é aquele que ilumina o mundo.

                Assim como o Sol mostra aquilo em nós que é visível, a Lua mostra a parte da nossa personalidade que é invisível. Por isso, a Lua é a nossa intuição, os nossos sonhos, a forma como lidamos com as nossas emoções. Na mitologia, a Lua é aquela que faz com que os seres humanos sonhem durante a noite, e por isso, na astrologia a Lua é aquela que revela as partes de nós que nem sempre queremos dividir com os outros. A Lua pode fazer de nós muito inspirados, ou, dependendo da sua posição no mapa, pode indicar que nós vivemos no “mundo da lua”, desligados da realidade ao nosso redor.

                Mitologicamente, Marte é o Deus da guerra, o patrono dos exércitos, a força da batalha e dos confrontos. No mapa astral, ele é o nosso guerreiro interior, a fonte de onde vem nossas motivações, força de vontade e o dinamismo. Quando entendemos nosso Marte, entendemos como lidamos com os conflitos e as adversidades da vida, e também a nossa capacidade de realização e de determinação. É aqui que sabemos se somos briguentos ou pacíficos, estrategistas ou impulsivos.

                Já Mercúrio é o comunicador. Na mitologia, ele é o mensageiro dos Deuses, o protetor dos viajantes e dos comerciantes. Tudo isso é regido por Mercúrio no nosso mapa astral: ele fala sobre os movimentos da nossa vida, sobre a nossa forma de pensar, de se expressar e de entender o mundo. É Mercúrio que nos diz se somos teimosos, criativos, imaginativos e inteligentes, e nos mostra se temos uma tendência mais introvertida ou extrovertida.

                Júpiter na mitologia romana é equivalente a Zeus, o Rei dos Deuses. Esse é o maior dos planetas, e no mapa, mostra as áreas da vida que temos uma tendência a buscar por crescimento e expansão. Em Júpiter, um planeta muito benéfico, aprendemos quais são as grandes lições da nossa vida e as áreas em que temos maior tendência ao sucesso. Ele também nos ensina sobre os nossos ideais mais elevados – afinal, na mitologia ele é o governante do céu.

                Então chegamos a Vênus, que na mitologia foi representada como a Deusa do amor e da beleza. Vênus é o nosso amante interior – esse planeta revela aquilo que faz com que nos sintamos atraídos. Também é o nosso lado artístico e vaidoso. Vênus revela o nosso senso estético e mostra as nossas tendências para relacionamentos, explicando aquilo que buscamos em um parceiro. Vênus também indica o estilo de vida que desejamos levar, seja ele mais simples ou mais luxuoso.

                Finalmente, Saturno, o Velho Sábio e o Desafiador. Enquanto que Júpiter representa a nossa expansão, Saturno é aquele que traça os limites. Na mitologia, ele carrega uma foice, que representa tanto o amadurecimento que vem com o tempo (afinal, temos que saber esperar para colhermos frutos maduros em nossas vidas) quanto os finais. Saturno mostra os obstáculos e dificuldades que se colocam em nossa jornada, as nossas dívidas kármicas e as lições difíceis que precisamos aprender nessa encarnação. Muitas pessoas pensam em Saturno como o grande vilão da astrologia, mas o que seriam dos herois se não fossem os desafios que precisam enfrentar? São os desafios da vida que nos fazem crescer, que nos ensinam sobre a nossa força interior e que despertam as nossas melhores capacidades.

 

                Se você quer saber mais sobre o tema, no dia 04 de maio às 16h eu estarei no auditório 1 da Mystic Fair do Rio de Janeiro dando uma palestra gratuita sobre “Os Deuses da astrologia e as Dimensões do Ser”.

                Você também pode agendar um atendimento individual de mapa astral comigo, presencial ou online. 

E se quiser saber mais, não se esqueça de me acompanhar nas redes sociais: eu também estou no Instagram, Facebook e YouTube. Nesses canais você pode aprender mais sobre astrologia e acompanhar as previsões para o seu signo.

Please reload

últimas postagens

17/9/2018

21/8/2018

Please reload

Busca por Tags
Please reload

Siga o André Mantovanni
  • Facebook Classic
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon